segunda-feira, 12 de abril de 2010

(Edward Hopper)

Ser mulher é para Sabina uma condição que ela nao escolheu. Aquilo que nao é consequencia de uma escolha não pode ser considerado como mérito ou como fracasso. Diante de uma condiçao que nos é imposta, é preciso, pensa Sabina, encontrar a atitude certa. Parecia-lhe tão absurdo insurgir-se contra o fato de ter nascido mulher quanto glorificar-se disso. - Milan Kundera (A Insustentável Leveza do Ser)

4 comentários:

Vanessa Souza Moraes disse...

Ser mulher é uma construção - diária.

Mistério do Planeta disse...

ai, sinto que preciso ler logo este livro :)

Juan Moravagine Carneiro disse...

Confesso que ainda não li A Insustentável Leveza do Ser do Kundera...

"...No mundo perigoso eu penetrei, desamparado, nu, chorando alto...como um...escondido numa nuvem!

(W.B)

Sil.. disse...

Eu li esse livro e gostei tanto!
Belo post.

Grande abraço!