sábado, 8 de maio de 2010

(René Magritte)

Sou uma besta. Quando a realidade me entra pelos olhos, o meu pequeno mundo desaba.(...) Está claro que todo desarranjo é interior. Por fora devo ser um cidadão como os outros, um diminuto cidadão que vai para o trabalho maçador, um Luis da Silva qualquer. - Graciliano Ramos (Angústia)

3 comentários:

Noe* disse...

Esses poetas sabem TUDO haha
Beijos =***

Juan Moravagine Carneiro disse...

Graciliano é para mim o maior escritor brasileiro que já existiu...coloco o mesmo acima de todos os outros...!

Belo post

Carol disse...

Esses poetas tem um poder, né?

"Quando a realidade me entra pelos olhos, o meu pequeno mundo desaba." É como me sinto! :/

René Magritte! ^^

Beijo, querida!