terça-feira, 13 de julho de 2010

Esses trechos do Fernando Bonassi me fizeram rir da minha própria bronca que tenho de vestibulares. Quem nunca passou por isso? Sorte de quem conseguiu passar logo de primeira.
_________

"A Fundação de Organnização dos Vestibulares informa que os inscritos no centésimo bilionésimo novo vestibular terão quatro horas para resolver as questões. Só poderão sair após duas horas de iniciado o exame, mesmo tendo terminado antes do tempo. Boa sorte a todos..."
(...)
Faltava uma hora pro tempo se esgotar quando eu terminei. Olhei em torno. Dava para sentir no ar o quanto aquilo era terrivel.(...) Todo mundo alí tinha passado pelo menos onze anos de suas vidas estudando nos mais variados tipos de prisões escolares, caretas e embrutecidas pela repetiçao ad infinitum das mesmas adivinhaçoes sem graça pra, em apenas quatro horas, jogar a sorte do seu destino.
Esqueceu? Dane-se.
Nao se lembra? Lixe-se.
Nao entendeu? Foda-se...

E depois perguntam por que os jovens são uns atrapalhados, por que não querem saber de nada e pulam com dois braços num crack que os alivie... Afinal, o que é que a gente pode pensar de um país que arma uma sacanagem dessas? - Fernando Bonassi (O Amor é uma Dor Feliz)

Um comentário:

bersekr disse...

Bacana Camila... Não liga pra isso não, é coisa de louco... Só passei aqui em Manaus porque é muito fácil passar pra filosofia, tão fácil que risquei as questões de exatas de forma a acertar três por matéria. E só fiz mesmo literatura, redação, história, português e lingua estrangeira o resto quase me fu...
O vestibular é um troço muito leso que dá raiva. No dia em que fiz o meu tinha gente estudando nervosona química e eu lendo as aventuras de huckleberry finn... Aliás nem tinha dormido direito, por causa desse livro...
Enfim, bom vestibular pra ocê e desneurotize-se.

P.S. Olha estou em dívida contigo, mas em breve tu terá uma suspresa... Dependo dos correios e de minha preguiça, tu vai ver porquê...